V Congresso Diocesano da Família

Congresso Diocesano da Família v Congresso Diocesano da Família f

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

O Catequista e o Ano da Fé – 18/08/2013

Cartaz Catequese BLOG

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

A devoção a Nossa Senhora Auxiliadora

Nª Srª Auxiliadora
Essa invocação Mariana tem raízes já no século XVI.
Diante do perecimento de diversas nações cristãs, o Papa Pio V tomou a decisão de organizar uma esquadra para resgatar os cristãos que estavam sob o jugo da escravidão muçulmana. E para isso, invocou o auxílio da Virgem Maria. E a vitória não tardou a chegar, no mesmo ano derrotaram os muçulmanos, e afastaram a perseguição do povo… Em agradecimento a Nossa Senhora acrescentou a invocação, “auxiliadora dos cristãos” às ladainhas loretanas. Contudo, quem instituiu a festa de Nossa Senhora Auxiliadora foi o Papa Pio VII, em 1816.
Outro episódio importante aconteceu no século XIX. Napoleão I, dominado pela ganância de conquistar mais terras, estava empenhado em invadir os estados pontifícios; inclusive por esse motivo foi excomungado pelo Sumo Pontífice.
No entanto, para dar o “troco”, o imperador francês mandou sequestrar o Papa Pio VII, levando-o para a França, onde permaneceu preso por cinco anos, sofrendo toda espécie de humilhações. Ainda assim, apesar de todo sofrimento, o Papa não perdeu a fé, e recorreu à intercessão da Virgem Santíssima, prometendo coroar solenemente a imagem de Nossa Senhora de Savona logo que estivesse livre. E assim aconteceu. Com o fracasso, Napoleão acabou cedendo ao desejo do povo e libertou o Papa Pio VII. Este, voltou a Savona para cumprir sua promessa. Deste modo, instituiu a festa de Nossa Senhora Auxiliadora, fixando-a no dia de sua entrada triunfal em Roma, dia 24 de maio, como uma maneira de confirmar e perpetuar mais uma graça alcançada por meio da intercessão de Nossa Senhora.
Outro grande testemunho da intercessão de Nossa Senhora Auxiliadora dos Cristãos podemos encontrar na história de Dom Bosco.
Dom Bosco adotou essa invocação para sua Congregação Salesiana, num período em que acontecia uma grande luta entre o poder civil e o eclesiástico. A fundação de sua família religiosa, que difunde pelo mundo o amor a Nossa Senhora Auxiliadora, deu-se sob o ministério do Conde Cavour, no auge dos ódios políticos e religiosos que culminaram na queda de Roma e destruição do poder temporal da Igreja.
Dom Bosco ensinou aos membros da família Salesiana a amarem Nossa Senhora, invocando-a com o título de AUXILIADORA. Pode-se afirmar que a invocação de Maria como título de Auxiliadora teve um impulso enorme com Dom Bosco.
São Leonardo (1676-1751), o santo da Via-Sacra e da Imaculada Conceição, falando das graças que recebeu da Santa Mãe de Deus dizia:
“Quando penso nas graças que tenho recebido de Deus pela intercessão de Maria Santíssima, comparo-me com uma dessas igrejas onde se venera qualquer imagem milagrosa e cujas paredes estão cobertas de ex-votos com as palavras: “Graça recebida de Maria”. Sim, tal é exatamente minha condição; não encontro nada em mim em que não possa escrever: “Graça recebida de Maria”. Os bons pensamentos que saem de meus lábios, a boa vontade que sinto, os piedosos sentimentos do coração que me animam: “São graças recebidas de Maria”. A força que possuo, o divino emprego que exerço, o hábito religioso que envergo: “São graças recebidas de Maria”. Lede na fronte, lede em meu coração, lede em minha alma; não vede vós lá escrito: “Graças recebidas de Maria Santíssima?”” (VtMM, p. 229)
E assim, Nossa Senhora continua “auxiliando” os cristãos desde toda a história da Igreja até os dias hoje, e isso o fará sempre.
Não deixemos nunca de clamar por sua intercessão.
Nossa Senhora Auxiliadora, rogai por nós!
Extraído do site: http://cleofas.com.br/a-devocao-a-nossa-senhora-auxiliadora/

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Não perca essa chance. Faça logo sua inscrição.

Você, também, pode fazer sua inscrição na secretaria da Paróquia Nª Srª Auxiliadora ou pelo E-mail: pfamiliar.eunapolis@gmail.com
Basta colocar o nome do casal, endereço e nº do telefone que entraremos em contato.

Cartar 2ª União

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Artigo de um jovem de 23 anos sobre a renuncia do Papa Bento XVI.

REPASSANDO – “o fato de quem escreveu este artigo ter 23 anos ou menos não tem a importância do conteúdo, do enfoque que ele deu no ato de renúncia do Papa Bento XVI. É uma visão sob um ângulo que poucas pessoas tem o discernimento ou a percepção suficiente para ver as questões como essa de forma isenta. No início, achei que seria mais um “artiguinho” piegas ou preconceituoso, mas tive uma grata surpresa ao ler todo o texto”.

“Tenho 23 anos e ainda não entendo muitas coisas. E há muitas coisas que não se podem entender as 8h da manhã quando te acordam …para dizer em poucas palavras: “Daniel, o papa renunciou.”
Eu apressadamente contestei: “Renunciou?”.
A resposta era mais que óbvia, “Renunciou, Daniel, o papa renunciou!”.

O papa renunciou. Assim amanheceu escrito em todos os jornais, assim amanheceu o dia para a maioria, assim rapidamente alguns tantos perderam a fé e outros muitos a reforçaram.
Poucas pessoas entendem o que é renunciar.

Eu sou católico. Um de muitos. Desses que durante sua infância foi levado à missa, cresceu e criou apatia.
Em algum ponto ao longo da estrada deixei pra lá toda a minha crença e a minha fé na Igreja, mas a Igreja não depende de mim para seguir, nem de ninguém (nem do Papa).
Em algum ponto da minha vida, voltei a cuidar da minha parte espiritual e assim, de repente e simplesmente, prossegui um caminho no qual hoje eu digo: Sou católico.
Um de muitos sim, mas católico por fim. Mas assim sendo um doutor em teologia, ou um analfabeto em escrituras (desses que há milhões), o que todo mundo sabe é que o Papa é o Papa. Odiado, amado, objeto de provocações e orações, o Papa é o Papa, e o Papa morre sendo Papa.
Por isso hoje quando acordei com a notícia, eu, junto a milhões de seres humanos, nos perguntamos “por que?”. Por que renuncia senhor Ratzinger? Sentiu medo? Sentiu a idade? Perdeu a fé? A ganhou? E hoje, 12 horas depois, creio que encontrei a resposta: O senhor Ratzinger renunciou toda a sua vida.

Simples assim.

O papa renunciou a uma vida normal.
Renunciou ter uma esposa.
Renunciou ter filhos. Renunciou ganhar um salário.
Renunciou a mediocridade.
Renunciou as horas de sono pelas horas de estudo.
Renunciou ser só mais um padre, mas também renunciou ser um padre especial.
Renunciou preencher a sua cabeça de Mozart, para preenchê-la de teologia.
Renunciou a chorar nos braços de seus pais.
Renunciou a, tendo 85 anos, estar aposentado, desfrutando de seus netos na comodidade de sua casa e no calor de uma lareira.
Renunciou desfrutar de seu país.
Renunciou seus dias de folga.
Renunciou sua vaidade.
Renunciou a defender-se contra os que o atacavam.
Sim, isso me deixa claro que o Papa foi, em toda sua vida, muito apegado à renuncia.

E hoje, voltou a demonstrar.
Um papa que renuncia a seu pontificado quando sabe que a Igreja não está em suas mãos, mas nas mãos de alguém maior, parece ser um Papa sábio.
Nada é maior que a Igreja. Nem o Papa, nem seus sacerdotes, nem os laicos, nem os casos de pedofilia, nem os casos de misericórdia. Nada é maior que ela.
Mas ser Papa nesse tempo do mundo, é um ato de heroísmo (desses heroísmos que acontecem diariamente em nosso país e ninguém nota).
Recordo sem dúvida, as histórias do primeiro Papa. Um tal… Pedro. Como morreu? Sim, em uma
cruz, crucificado igual ao teu mestre, mas de cabeça para baixo.
Hoje em dia, Ratzinger se despede de modo igual. Crucificado pelos meios de comunicação, crucificado pela opinião pública e crucificado pelos seus irmãos católicos. Crucificado pela sombra de alguém mais carismático.
Crucificado na humildade que tanto dói entender. É um mártir contemporâneo, desses que se pode inventar histórias, a esses que se pode caluniar e acusar a vontade, que não respondem.
E quando responde, a única coisa que faz é pedir perdão. “Peço perdão pelos meus defeitos”. Nem mais, nem menos. Quanta nobreza, que classe de ser humano.
Eu poderia ser mórmon, ateu, homossexual e abortista, mas ver uma pessoa da qual se dizem tantas coisas, que recebe tantas críticas e ainda responde assim… esse tipo de pessoa, já não se vê tanto no
mundo.

Vivo em um mundo onde é engraçado zombar o Papa, mas que é um pecado mortal zombar um homossexual (e ser taxado como um intolerante, fascista, direitista e nazista).
Vivo em um mundo onde a hipocrisia alimenta as almas de todos nós. Onde podemos julgar um senhor de 85 anos que quer o melhor para a Instituição que representa, mas lhe indagamos com um “Com que direito renuncia?”.
Claro, porque no mundo NINGUÉM renuncia a nada. Ninguém se sente cansado ao ir pra escola. Ninguém se sente cansado ao ir trabalhar. Vivo um mundo onde todos os
senhores de 85 anos estão ativos e trabalhando (sem ganhar dinheiro) e ajudam às massas. Sim, claro.

Mas agora sei, senhor Ratzinger, que vivo em um mundo que vai sentir falta do senhor.
Em um mundo que não leu seus livros, nem suas encíclicas, mas que em 50 anos se lembrará como, com um simples gesto de humildade, um homem foi Papa, e quando viu que havia algo melhor no horizonte, decidiu partir por amor à sua Igreja. Vá morrer tranquilo senhor Ratzinger.
Sem homenagens pomposas, sem um corpo exibido em São Pedro, sem milhares aclamando aguardando que a luz de seu quarto seja apagada. Vá morrer, como viveu mesmo sendo Papa: humildemente.

Bento XVI, muito obrigado por renunciar.”

Publicado em Sem categoria | 1 comentário

Não perca essa oportunidade. Participe!

JMJ – FOLHETO Frente

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

A Comunidade Shalom promove em fevereiro, o curso:


Dias 16 das 15h até às 18h e 17 das 09h até às 17h
Local: sala da Catedral Nª Srª Auxiliadora
A facilitadora do curso será Ana Carla Bessa – irmã da Comunidade de Aliança da arquidiocese de Fortaleza.*
Inscrições: Centro de Evangelização Shalom, de segunda a sexta feira das 14h30min às 21h.
Maiores informações entre em contato pelo fone (73) 3281-6367, ou no endereço Rua Liderico Meira Santos, 64. Centro

* não será ao vivo e sim por meio de DVD

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

“Eu creio por isso amo” – 29 e 30/11/2012


Senhores sacerdotes, religiosos(as), coordenadores de movimentos, pastorais, serviços e associações.

A Comunidade Shalom convida a todos a participar do Curso “EU CREIO POR ISSO AMO”, que será realizado nos dias 29 e 30 de novembro de 2012, na Catedral nos seguintes horários as 19h e 19:45h, respectivamente. O palestrante será Frei Givanildo e utilizaremos os documentos: Carta Apostólica – PORTA FIDEI e A NOVA EVANGELIZAÇÃO PARA A TRANSMISSÃO DA FÉ CRISTÃ – Instrumentum laboris (Sínodo dos Bispos – XIII Assembléia Geral Ordinária).
Telefone para contato (73) 3281-6367 (no período da tarde e noite).

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Participe! Faça logo sua inscrição.

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

02/11/2012 – Dia de Finados na Forania Centro


MISSAS

CEMITÉRIO DA CONSOLAÇÃO – BAIRRO PEQUI
Horário Padre
06:00 Pe. Frei Anailton
07:30 Pe. Octavian
09:00 Dom José Edson
11:00 Pe. Alessandro e Pe. Fr. Givanildo, MsS
13:00 Pe. Edivaldo Damascena
15:00 Pe. Adelicio
17:00 Pe. Fr. Cláudio, MsS
CEMITÉRIO DA SAUDADE – SAPUCAEIRA
Horário Padre
08:00 Pe. Fr. Lucas, Ms
10:00 Pe. Marcelo Aguiar
15:00 Pe. José Carlos Parmagnani
17:00 Pe. Octavian
CEMITÉRIO MUNDO NOVO
Horário Padre
08:30 Pe. Frei Adilson, MsS
CEMITÉRIO PROJETO MARAVILHA
Horário Padre
07:00 Pe. Frei Jarilson, MsS
CEMITÉRIO COLÔNIA
Horário Padre
08:00 Pe. Marcelo
CEMITÉRIO VERA CRUZ
Horário Padre
08:00 Pe. Marco
15:00 Pe. Marco

A NOITE HAVERÁ MISSA NAS PARÓQUIAS:
07:00 h e 19:00 h Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora – Centro – Eunápolis
08:00 h Paróquia São Pedro – Urbis – Eunápolis
19:00 h Paróquia Santa Edwiges – Centauro – Eunápolis
19:00 h Paróquia Santa Lúcia – Santa Lúcia – Eunápolis
19:00 h Paróquia São Sebastião – Vera Cruz – Porto Seguro
19:00 h Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Rosa Neto – Eunápolis

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário